quarta-feira, 5 de abril de 2017

Ultrapassar barreiras

E após alguns dias de reflexão, e de estudo sobre o que efectivamente seria mais eficaz aos meus objectivos presentes, deparo-me com uma situação inesperada...

Eu vou começar a andar de bicicleta. Nunca gostei ou pelo menos nunca me pus a isso!



Já dei os primeiros passos.
Para não ir já investir numa, para depois ficar na garagem (porque eu não sou assim e cada vez mais tomo consciência das minhas decisões) pedi a bicicleta emprestada ao meu afilhado. 

Pedi ontem. Ainda nem sei como a vou buscar, mas ando a magicar uma solução para estes dias.

Para quem não me conhece desde sempre, eu não sou de dar desculpas. Quando é para fazer eu faço, quando é para ir eu vou. A verdade é que ao longo do tempo... e com 2 filhos pequenos, numa cidade londe dos pais, da familia, e marido com horários ainda piores que os meus... a logistica para a tividade fisica é sempre muito muito complicado.

Daí ter passadeira em casa e ir fazendo. Mas cheguei a uma fase em que sinto que é o momento, ... eu vou sair para a rua, eu vou ter o meu espaço para o meu exercicio em contacto com a natureza! 

Ora... o marido continua com horarios tardios, os meus sogros e pais continuam longe... e não sei bem AINDA como se vai dar... mas se a decisão está tomada, logo...vou confiar que as soluções surgirão...

Confio e dou inicio à nova caminhada... e o chão aparece, não tenho dúvidas!

Bora lá!

3 comentários:

  1. Fazes bem! Para mim, o problema da bicicleta é mesmo o transportá-la para o sítio onde vou andar, e levá-la a pedalar para mim não é opção porque eu tenho muito medo de andar com ela na rua com carros. Boa sorte!

    ResponderEliminar
  2. Sou absolutamente fã de exercício ao ar livre. Caminho 15 kms por dia, repartidos em 3 vezes, e faz-me um bem terrível.

    ResponderEliminar

Sobre "Viajar"

Eu devo andar a ficar mesmo muito chata e sem interesse para os meus colegas (ahahahah) No regresso de ferias: - Então então, essas f...