terça-feira, 21 de novembro de 2017

As emoções


Por vezes sentimos coisas... coisas que nos intrigam que nos fazem sentir coisas diferentes.
Podemos sentir a mesma coisa em locais diferentes com pessoas diferentes
Podemos sentir coisas diferentes nos mesmos locais e com pessoas iguais...
Estas coisas... que se sentem, são as Emoções!

E principais emoções são: 
A Raiva
O Medo
A Tristeza
A Alegria
O Amor

Umas fazem-nos bem, mas outras nem por isso...
É cada vez mais importante darmos atenção ao que se passa dentro de nós. 

Quando alguém nos ofende ou magoa, é normal sentirmos RAIVA. É normal... faz parte de nós. 
É importante identificar a emoção, aceita-la e depois agir de acordo como a raiva tem que ser gerida.
Ora, quando estamos com Raiva. normalmente o que é que acontece?
Dizemos coisas, que mais tarde nos arrependemos, certo?

ok... então o que é importante fazer?

Eu estou com raiva... certo! bem vinda raiva! 
Então... eu tenho conhecimento que me posso exceder nas frases, nas palavras que vou usar com as pessoas que eu acredito que me estão a fazer sentir esta raiva... então eu tenho duas hipóteses:
1 - ou digo tudo o que me vem à ideia e depois quando a raiva vai embora... chego junto da pessoa, peço desculpa para me sentir melhor, 
2 - ou... tendo conhecimento de que a raiva é momentânea, e que sabemos que vai embora, esperar que a raiva passe.... e quando a raiva já desapareceu... quem sabe não é a oportunidade de dizermos que aquilo nos magoou, de forma calma, assertiva, acabando até colocando limites aos outros no nosso espaço, de forma compreensível e muito natural.

E o MEDO? Quem não sente medo? Medo diante do desconhecido, medo de estar sozinho, medo de arriscar, medo de não ser aceite, medo de cair, medo de voar... tantos... e o que fazer numa situação destas?
Acalmar a mente
Controlar a respiração
E ir na mesma, mesmo com medo... ir, avançar! Nós temos medo apenas de coisas que não existem... temos medo de coisas que nós pensamos, coisas que nós acreditamos que são verdade!
Por exemplo: medo de não ser aceite.
Quem tem este medo, acredita que não é aceite pelas pessoas, mas será mesmo verdade? pode provar  isso? Não, quase certo que não. Então este medo, apenas existe porque se acredita em algo que nem é verdade! e quando este click se dá... a magia acontece... o medo diminui... tudo volta a estar bem.



Quando as coisas não correm como nós esperamos, sentimos-nos Tristes. Ora sentir TRISTEZA é normal, é a forma que temos para perceber que as coisas nem sempre acontecem como queremos, mas é mesmo assim... não vivemos sozinhos no mundo e sentir tristeza ou frustração é a forma de percebermos que seguramente aquele caminho não é o melhor para mim e que vou conseguir encontrar outra forma de lá chegar, ou quem sabe até descobrir que o melhor caminho não era mesmo por ali. 
O importante é não desistir. Novas ideias surgiram, novos caminhos serão trilhados e novas descobertas serão feitas. 


Quando fazemos algo que gostamos muito, é natural que sentarmos uma sensação boa! Quando ouvimos uma criança a rir, quando rimos juntos, quando abraçamos alguém, quando dançamos, quando estamos com quem amamos, quando ouvimos aquela musica... tantas são as coisas que nos causam esta emoção... 
Esta emoção é a ALEGRIA! 

Este sentimento é o único que existe no momento presente!

O medo, surge porque receamos algo do futuro, que ainda não aconteceu, a tristeza e a raiva surgem por coisas que ocorreram no passado e que já nada podemos fazer para mudar a não ser deixar andar, na certeza que vai passar... a final nada é eterno nem duradouro, tudo passa!

e muito importante... quando sentires essa emoção: Agradece! A gratidão aumenta exponencialmente  essa emoção.


E... aquela sensação especial que é a que sentes sempre que te dão abraço, quando te dizem que te amam... essa emoção é o AMOR, este sentimento cura qualquer dor no mundo

Estas são as nossas emoções que fazem e sempre farão parte da nossa vida. 
Temos que as identificar e aceita-las tal como elas são. 
No final tudo fica bem, tudo muda, nada dura para sempre.
Quanto mais cedo formos capazes de as identificar e lidar com elas...  melhor.


Há uma certa tendência a ignorar as emoções e com grande tendência a fugir delas, mas é muito importante olhar para as emoções, para as nossas dores, porque elas dizem muito sobre nós…


Alex

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

A educação está proibida!

O que dizem a maioria dos alunos quando são convidados a fazer um balanço dos últimos anos que aprenderam eles nos anos de educação que tiveram?

(algumas das respostas)
- Somos ensinados a afastarmos-nos dos outros e a competir
- Pais e Professores não nos ouvem
- Uma matéria estática, sem movimento
- Moldam todos por igual, fazes assim porque é assim
- Comparam os alunos e as aprendizagens (quando não há 2 pessoas iguais)
- Definem e poem eu causa até a personalidade que tem
- Ha sempre uns que ganham e outros que perdem. Os melhores recebem recompensas e o que não aprendem tão bem são constantemente chamados a atenção
- Educam para a competição e a competição é o inicio de qualquer guerra
- A escola não é mais do que um estacionamento de crianças
- Dizer o que se pensa é falta de respeito

um filme obrigatório ver para quem é pai, professor (um educador)



Alex

Repelentes da abundância


Algumas dicas que te podem estar a afastar da prosperidade e consequentemente da tua felicidade!



1- Estás a viver a missão da tua alma?
Quem não vive a missão da sua alma está a repelir a sua felicidade. Saber o nosso propósito, porque é que existimos? o que é que eu faço que é único? o que só tu podes fazer? qual é a tua obra, a tua marca, no fundo... qual é o teu legado?

Questões que podes fazer para te ajudar a descobrir:
     - O que é que eu faço muito bem?
     - O que é que eu adoro fazer?
     - O que é que quando eu faço as pessoas adoram?
     - O que é que o mundo se beneficia com isso?


2 - Guardar Mágoas, não perdoar, estar sempre a queixar-se, sentir-se injustiçado, sentir-se sempre de vitima, isto afasta e repele a prosperidade porque é "vibrar na escassez". 

3- Falta de Organização, não ter metas, não fazer planos e não gerir estes planos, também te afasta dos teus objectivos de abundância

4- Afogar os vazios da alma com bens e vícios. Nada vai "substituir as nossas emoções", no fim de gastares € com aquela roupa que compraste para esconder a tristeza.... vai voltar tudo ao mesmo com a agravante de que vais sentir-te ainda pior porque perdeste tempo e dinheiro e isso não resolveu aquela tristeza.

5 - Pensar em Ter para SER. Parar de procurar ser feliz só quando tiver isto ou aquilo, só quando conseguir aquele objectivo, quando casar, quando for mãe, quando .... primeiro temos que SER para depois Ter

6- Alimentar crenças limitantes associadas a dinheiro, eu não nasci em berço de ouro, os ricos são desonestos, o dinheiro é sujo, eu não mereço ...

7- Criticar, lamentar e reclamar, vibra antes no elogio, na admiração, na celebração, sobretudo na gratidão

9 - Não gostar de pagar contas, muda a perspectiva sobre o pagamento das contas, pára de dizer e de achar que todas as coisas caras. Quando pagamos as nossas contas, normalmente é para termos algo em troca, por exemplo pagamos a nossa luz precisamente para termos luz! Pagamos o gás, para podermos tomar um banho quente, pagamos a renda ou um credito ao banco, porque temos um cantinho que nos conforta, que é nosso... Pagamos as escolas dos nossos filhos porque temos a felicidade de ter sido mães, termos filhos, termos um carro para os transportar, roupa para os vestir, alimentos para os alimentar e uma escola para os receber!

10 - Sentir culpa pela prosperidade, a maioria sente culpa quando recebe um salário superior à grande maioria, olha para o lado negativo, porque não vibras antes que assim, já que ganhas mais, tens a possibilidade de concretizar coisas que antes não era possível? porque não ajudas directamente alguma família com menos capacidades que tu.. não tem que ser em € há muitas formas de doar e se sentir útil sem ser a dar €, dinheiro é apenas a forma mais fácil, mas também a menos calorosa.


Um abraço intenso

Alex



sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Um marco, uma página... vida!

Hoje apetece-me escrever
Nem sei o que vai sair, mas eu vou deixar fluir, e logo me preocupo com o nome que vou dar a este post. 
Sinto que esta fase tem que ser marcada, é uma forma de eu celebrar! De tornar real toda esta plenitude.
Tantos meses sem escrever aqui no meu cantinho... parece que estive ausente do exterior.. mas a verdade é que estive foi muito presente... Mas presente em mim, no meu interior..

Este ano 2017 está a ser um ano fantástico e tão diferente de tantos outros!

Um ano de consciência, um ano de mudanças profundas. Mudanças de raíz. Essas mudanças começam a vir ao de cima, a ser visíveis ao exterior. Atrevo-me a dizer até que eu sou uma pessoa completamente diferente.

Muitas questões, muitas dúvidas, muitos conhecimentos novos, muitos cursos, muitas experiências novas, pessoas que saíram, pessoas que chegaram, a cada dia sensações novas, emoções a gerir, estudar, entender, compreender, insights, saltos quânticos... 

que gratidão  eu sinto 

Não importa se faz sentido para alguém, se não faz sentido para ninguém, o que importa é que hoje é um marco para mim!

É um renascimento, um recomeço, e a vida é feita de recomeços.. e se um recomeço é bom... um recomeço sem ser por uma recaída sabe ainda melhor...

É um soltar
É a liberdade
A felicidade
O amor
A alegria
A amizade
A cumplicidade 
A empatia

É a vida!  A mim.... este post.... faz todo o sentido!  É hygee!


Alex

sexta-feira, 2 de junho de 2017

Pensamento #1

Na vida corrida e acelerada em que vivemos hoje, focar no importante é cada vez mais uma dificuldade.
A cada dia, a cada momento somos estimulados, é o radio, as noticias, as redes sociais, o trabalho, as actividades, é urgente abrandar o ritmo. 
É urgente pararmos de viver em piloto automático
É urgente sermos nós a controlar a nossa vida


A Frustração faz parte.
Não correu bem? Breve análise do que pode e deve ser melhorado, do que se pode fazer diferente.
As coisas negativas da vida são as bençãos que nos fazem parar e pensar no rumo que estamos a dar às nossas vidas.
Se o que estamos a colher não está a ser o que sonhámos... temos que mudar a semente, certo?
Se continuarmos a fazer tudo de igual forma... esperamos colher diferente? Não!
Há que mudar, ir por caminhos diferentes, ler outro livro, ver outros programas, sintonizar outras rádios, conhecer pessoas novas, tomar decisões diferentes.
Momento de decisões. Não peça opinião fora. A melhor decisão vem do coração.

Excelente Sexta Feira!

Alex